quinta-feira, 7 de novembro de 2013

Uma só coisa...

"'Uma só coisa pedi ao Senhor, a ela busco: habitar na Casa do Senhor todos os dias de minha vida, para contemplar as delícias do Senhor' (cf. Sl 26,4). Pois ali os dias não vêm nem vão, o fim de um não é o princípio de outro. Todos ao mesmo tempo não têm fim, ali onde nem a própria vida, a quem pertencem os dias, tem fim" (Santo Agostinho - séc. V).

É o desejo, a saudade do coração humano: a Casa do Senhor! E qual é a Sua Casa, senão o aconchego, o regaço acolhedor do Seu Coração? Seu Coração é nossa casa e nossa tenda, o anelo do nosso coração, o objeto último de todos os nossos sonhos e de cada uma de nossas aspirações. Tudo está ali, tudo lá se encontra, no Coração, na Tenda, na Morada eterna, onde o Deus da Promessa será para sempre Deus da Realização, do Dom, do Gozo, do Amém, do Está Feito...

Aqui, suspirávamos sob o disfarce de mil máscaras; lá seremos saciados na simplicidade plena da Verdade, do Único Necessário, sem véus, sem o medo de perder o que se tem, sem mais ânsia pelo que se espera porque já se o possui na segurança do Amor que não passa nem deixa de se dar...


Por mais que o homem se julgue grande, por mais que teime em ficar nos limites do que se toca, se mede, se vê, este é seu desejo de menino, sua saudade de criança: a Casa do Senhor, o calor acolhedor do Seu coração, plenamente, para sempre.




Um comentário:

  1. "Aqui, suspirávamos sob o disfarce de mil máscaras; lá seremos saciados na simplicidade plena da Verdade, do Único Necessário, sem véus, sem o medo de perder o que se tem, sem mais ânsia pelo que se espera porque já se o possui na segurança do Amor que não passa nem deixa de se dar..."

    Se me permitires Dom Henrique, mais um adendo, For You:

    http://www.youtube.com/watch?v=1xoFbxbLMhw

    A Paz sempre.
    =)

    ResponderExcluir

Caro Irmão, serão aceitos comentários que não sejam ofensivos nem desrespeitosos.