quarta-feira, 20 de novembro de 2013

O essencial do cristianismo - 5

Teófilo:
Primeiro, atenção: o Filho eterno fez-Se realmente humano! Como humano, com vida humana, gestos humanos e palavras humanas nos mostrou humanamente Quem é Deus, qual o verdadeiro caminho para Ele, qual o sonho do Altíssimo para a humanidade. Ele fez isto com gestos e com palavras, com todo o Seu modo de viver!

Juliano:
Quer dizer, então, que Jesus é um mestre e ser cristão é fazer o que Ele ensinou?

Não, não! Este é o engano de muitíssimos! Se fosse assim, Jesus seria somente um filósofo, um guru, um propagador de ideias, um sábio! Jesus, com a Sua vida e Suas palavras, mostrou-nos o caminho para Deus, o Pai. Cada palavra, cada gesto de Jesus nos revela Deus, nos faz entrar em contato com o Deus verdadeiro, porque Ele mesmo é uma Pessoa divina: não é simples mestre, mensageiro, profeta, sábio, guru rabino... Ele é uma Pessoa divina agindo humanamente, numa natureza humana! Só isto já bastaria para mostrar o quanto Jesus é absolutamente único e insubstituível para nós, cristãos!
Mas, isto é só um aspecto da Sua missão em nosso favor! Tem ainda muito mais!
Primeiro, assumindo tudo quanto é realmente humano, Ele foi mostrando como viver humanamente na vontade do Pai e, assim, sendo Ele mesmo Deus, foi consertando, redimindo o humano que, além de não pleno, fora deturpado, deformado pelo pecado. Jesus é o homem perfeito, o protótipo, o modelo de toda verdadeira humanidade! Quanto mais parecermos com Ele, mais humanos seremos! Quanto mais longe Dele, mais desumanos, deformados somos! É como aquela música: “Eu caçador de mim...” Vivo me procurando... Só me encontrarei de verdade em Jesus, o Homem perfeito, o modelo de toda humanidade!

Mas, isto ainda não é tudo! Este ainda não é o ponto principal! Estamos caminhando para o miolo, o núcleo do cristianismo. Vou lhe dizendo coisas cada vez mais centrais, mais importantes... Mas, ainda não o essencial do ser cristão, pelo qual você, Juliano, me perguntou!


2 comentários:

  1. É como diz o catecismo da nossa igreja: Jesus tem duas naturezas, a humana e a Divina. Ele é homem e é Deus. É homem mas nunca pecou. É Deus e como Deus é nosso Salvador

    ResponderExcluir
  2. "Cada palavra, cada gesto de Jesus nos revela Deus, nos faz entrar em contato com o Deus verdadeiro, porque Ele mesmo é uma Pessoa divina: não é simples mestre, mensageiro, profeta, sábio, guru rabino... Ele é uma Pessoa divina agindo humanamente, numa natureza humana!"

    E tem como não crer nisso?
    Um Ser que oferece a outra face, ora a Deus por quem o martiriza, perdoa a quem o ofende, roga em carne viva e sangue pelos outros na sua cruz, mesmo cansado caminha, faz de cada detalhe algo grande e único, chora pelos amigos, ressuscita afetos dos amigos, se comove da multidão, multiplica, adiciona, divide, é Alguém que diz (e faz): se te pedirem para caminhar 10 quilômetros, caminha 20, 40 de bom grado...
    Diga, como não crer que este homem não era apenas um simples homem (basta o que vemos no dia a dia da humanidade)?
    Há tudo de Divino Nele, um perfeito homem.
    "Saboreai o que é elevado, procurai o que é elevado..."

    "Quanto mais parecermos com Ele, mais humanos seremos!"

    São João da Cruz disse algo que vem bem a calhar: "Se quiseres guardar a imagem pura e simples da face de Deus na tua alma, não te mistures com as criaturas; ao contrário, esvazia e afasta muito delas o teu espírito e andarás na luz divina, porque Deus NÃO se parece com elas".

    É isso.

    A Paz
    =)

    ResponderExcluir

Caro Irmão, serão aceitos comentários que não sejam ofensivos nem desrespeitosos.