quinta-feira, 7 de novembro de 2013

O Essencial que teima em gritar

Pense, se não é verdade...
Pense, e repense suas prioridades,
seu modo de viver, seus amores...
Pense! Nisto:

Há um instinto, um apelo,
um grito preso em nosso ser,
que clama pelo Essencial,
por aquilo que na vida
e na eternidade
jamais passará!

Pode-se tentar matar o instinto,
pode-se tentar esquecer o apelo,
pode-se fazer de tudo para sufocar o grito,
mas eles estarão lá, aqui,
bem dentro de mim,
no âmago, no íntimo,
no coração - núcleo do eu -
gritando,
clamando:
pelo Essencial,
que realiza,
que enche de plenitude,
que sossega o coração,

que - intuímos - jamais passará!



Um comentário:

  1. Ó meu Deus, trindade que adoro, ajudai-me a esquecer-me inteiramente de mim mesma, para ficar-me em Vós, imóvel e calma, como se minha alma estivesse já na eternidade.
    (Beata Elizabete da Trindade)

    Pois é Dom Henrique...
    Os Santos e amigos de Cristo serviram ao Senhor em fome e sede, em frio e nudez, em trabalho e fadiga, em vigílias e jejuns, em orações e santas meditações, em perseguições e muitos opróbrios...
    "à semelhança de ouro na fornalha"

    Por isso concordo contigo em repensar prioridades, modo de viver, amores... para ouvir de fato esse grito do que é essencial...

    A Paz...

    ResponderExcluir

Caro Irmão, serão aceitos comentários que não sejam ofensivos nem desrespeitosos.