quinta-feira, 7 de novembro de 2013

Aos irmãos seminaristas

Alguns pensamentos para os amigos seminaristas...

Para serem padres de verdade, precisam olhar mais para o Bom Pastor, estudar com o próprio coração e afeto o Coração Dele, de Jesus!

Lembrem-se: "o sacerdote é o amor do Coração de Jesus"! Como se pode ser padre sem ter as atitudes e sentimentos do Coração de Cristo? O sacerdote é sacramento de Jesus com a vida, com a palavra, com o modo de agir e reagir, com o exercício do ministério que deve invadir toda a sua existência sacerdotal! Sobretudo na celebração dos Santos Mistérios - e de modo excelente e pleno na celebração do Sacrifício eucarístico - o sacerdote é o amor do Coração de Cristo, presença sacramental Dele no mundo!

É rezando, é olhando Jesus que se tem um coração como o Dele! Isto é o essencial, é o que realiza a alma e edifica a Igreja, é o que salva o mundo e torna presente o Reino do Pai que Cristo veio inaugurar na potência do Espírito.

Depois, o zelo pela piedade própria e dos outros, pela sagrada liturgia, pelas pessoas, pelos necessitados de todas as necessidades, antigas e novas que encontramos nas estradas da vida, nas "periferias", como gosta de dizer o Papa...

O bom padre é aquele que, desde o fundo da alma e das experiências da vida, pode dizer: "Sou eu, mas já não sou eu! É Cristo Quem vive em mim, Quem ama em mim, Quem sofre em mim, Quem age em mim, Quem morre em mim, entregando, gastando a vida para que o rebanho viva!

Um padre assim é sacerdote, um padre assim é outro Cristo, um padre assim é uma bênção para a Igreja, um padre assim é sal e luz para o mundo, um padre assim é feliz neste mundo e receberá a glória eterna no mundo que há de vir!


Deus abençoe vocês, seminaristas, e os afaste de toda ilusão e de tudo quanto os possa desviar do caminho e desvirtuar a vocação!



2 comentários:

  1. Profundo e verdadeiro...obrigado, Dom, o senhor é um exemplo de sacerdote...que Deus o conserve...

    ResponderExcluir
  2. "Sou eu, mas já não sou eu! É Cristo Quem vive em mim, Quem ama em mim, Quem sofre em mim, Quem age em mim, Quem morre em mim, entregando, gastando a vida para que o rebanho viva!

    É Dom Henrique...
    ... é o sentido da graça, da felicidade. Para estes seminaristas é um fato extraordinário que haja vida, mas muita vida mesmo em Cristo Jesus. Vivermos é uma graça, um presente de Deus.
    E que estes sejam o Presente entre o rebanho.

    Algo lido dos Monges Cartuxos e que guardei no coração:
    Desejar, desejar desesperadamente
    desejar até à dor e à angústia
    até ao grande vazio amargo
    desejar que tudo seja de outro jeito
    desejar o fim das crueldades
    das loucuras, da estupidez, do abjecto,
    desejar a satisfação, a luz, a ternura, o amor
    ter muita fome, ter muita sede
    de um mundo diferente
    e de si-mesmo diferente".

    É...
    Ser mais Cristo, uma cor brilhante e nítida nesse preto e branco do mundo...
    Oremos todos pelos seminaristas, Padres, Bispos, Cardeais, o Papa

    A Paz.
    =)

    ResponderExcluir

Caro Irmão, serão aceitos comentários que não sejam ofensivos nem desrespeitosos.