sábado, 29 de março de 2014

Retiro quaresmal - O Poço que jorra a Vida eterna (7)

"22Vós adorais o que não conheceis; nós adoramos o que conhecemos, pois a salvação vem dos judeus. 23Mas vem a hora, e é agora, na qual os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e verdade; tais são, com efeito, os adoradores que o Pai procura. 24Deus é espírito, e por isso os que O adoram devem adorar em espírito e verdade”. 25A mulher lhe disse: “Eu sei que um Messias deve vir - aquele que chamam Cristo. Quando Ele vier, anunciar-nos-á todas as coisas”. 26Jesus lhe disse: “Sou Eu, eu que estou falando a ti”."

Comentando:

Jesus é estupendo! Trata a mulher com toda delicadeza, é-lhe respeitoso, mas nunca esconde a verdade!
Primeiro revelou-lhe a situação de pecado, de idolatria (os samaritanos com seus cinco deuses e ainda a ilusão de que agradavam ao Deus de Israel), de busca de saciar a sede do coração com ilusões (a mulher que já havia procurado felicidade com cinco homens)...
Agora vai afirmar claramente que os samaritanos estão no erro: adoram a Deus de modo torto, sem conhecê-Lo realmente. Os judeus sim, adoram a Deus do modo correto no Templo de Jerusalém, no Monte Moriá, vizinho a Sião.
Ecumenismo verdadeiro, o de Jesus, modelo de todo ecumenismo de todos os tempos: respeito, sincera caridade pela dignidade e convicção alheia, mas nada de meias verdades ou irenismo (falsa paz): a salvação não vem dos samaritanos; vem dos judeus! E a salvação é o judeu Jesus, verdadeiro Messias, Filho de Deus bendito, único Salvador de toda a humanidade e de toda a criação. Quem passa disso, engana-se, mente e torna-se pobre enganador!

A salvação, portanto, vem de Israel. Conforme os profetas anunciaram, de Sião sairia a Luz para a humanidade toda.
Mas, agora, com Jesus, o Messias esperado, também o judaísmo é superado: “Vem a hora e é agora!” com a revelação de Jesus como Messias, em que os verdadeiros adoradores adorarão não mais no Templo do Monte Garizim ou no Templo do Monte Moriá em Jerusalém, mas noutro Templo, cheio do Espírito Santo, Templo verdadeiro, Templo que é o próprio Corpo de Cristo morto e ressuscitado, cheio do Espírito Santo, e do qual brota a fonte do Espírito, jorrando para dar a Vida eterna! (cf. Jo 2,19-22)
Recorde o meu Leitor que o Profeta Ezequiel já havia falado desse templo, dessa fonte, dessa Vida (cf. Ez 47,1-12). Deus é Espírito, isto é: Deus, o Pai de Jesus, é fonte do Espírito, é energia viva, amorosa, potente, transbordante; não se deixa prender por templos ou esquemas humanos. Aqueles que desejam realmente adorá-Lo devem, agora, deixar seja o culto autêntico dos judeus seja o culto heterodoxo dos samaritanos para aderirem a Jesus, que é a Verdade, e, crendo Nele e Nele sendo batizados no Espírito e sendo inseridos no Seu Corpo – que é a Igreja, Templo do Senhor -, adorarem verdadeiramente ao Deus verdadeiro.
Eis a adoração que o Pai deseja: pelo Filho verdadeiro, na potência do Espírito! Estes são os adoradores que o Pai de Jesus procura!

Espantada, compreendendo um bocado, e mais outro bocado maior sem compreender quase nada, ela se rende: não seria este o Messias que os samaritanos esperavam?!
E Jesus Se revela: “Sou Eu!”
Quanta misericórdia do Senhor! Ele não vem somente para os judeus; vem também para os pagãos, para os que o esperavam de modo torto, às apalpadelas; vem para os samaritanos e para todos os povos! Veio para nossos antepassados pagãos, veio para nós!
Aqui, como no episódio dos Magos (cf. Mt 2,1-12), nas palavras de Simeão (cf. Lc 2,29-32), na ida de Jesus para Cafarnaum (cf. Mt 4,12-16) e no episódio com os gregos (cf. Jo 12,20-28), já se anuncia o momento bendito, após a morte e ressurreição do Senhor nosso, quando o Evangelho será anunciado a todos os povos e não somente à Casa de Israel!

“Sou Eu, que falo contigo. Eu sou o Messias!” – Este é o centro da nossa fé, esta confissão é a nossa salvação! Jesus é o Cristo-Messias, o Filho de Deus, o Santo descendente de Davi tão esperado por Israel, o Salvador da humanidade, fora do qual não há nem pode haver nem nunca haverá salvação!

- Senhor Jesus, Filho de Abraão,
Descendente de Isaac,
da raça de Jacó,

Jesus, nós, os filhos dos pagãos,
os descendentes dos que antes
viviam sem Deus e sem esperança neste mundo,
nós, descendentes
dos adoradores de ídolos,
dos que praticaram sacrifícios humanos,
dos que adoraram as forças dos astros,

nós Te adoramos!
Nós Te proclamamos o único Salvador!

Nós proclamamos como Único Deus verdadeiro, eterno, santo, bendito,
Criador e Salvador de tudo,
a Ti com o Teu Pai e o Santo Espírito!

Graças a Ti, ó Salvador,
porque não éramos um povo
e agora somos Povo de Deus, novo Israel!
Graças a Ti, ó Bendito,
porque não tínhamos esperança
e agora Tua cruz e ressurreição
inundam nosso coração de eterna certeza!
Graças a Ti, ó Verdadeiro,
porque não tínhamos salvação
e agora vivemos na esperança que não decepciona
da salvação que nos concedeste!

Bendito seja o Reino imortal e eterno
do Pai, do Filho e do Espírito Santo,
Deus único e verdadeiro,
assim como era no princípio,
agora e sempre,
e por todos os séculos dos séculos. Amém!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Caro Irmão, serão aceitos comentários que não sejam ofensivos nem desrespeitosos.