sexta-feira, 28 de março de 2014

Retiro quaresmal – O Poço que jorra a Vida Eterna (1)

XXIV Dia da Quaresma – XXI dia de penitência

Caro Amigo, ainda estamos com as palavras do Evangelho de Domingo passado - o belíssimo texto do encontro com a Samaritana - ecoando em nossos corações...

Ofereço-lhe agora, para a oração quaresmal, o comentário do texto para você, para seu alimento espiritual. Que cresça sempre mais em nós o amor Àquele único que sacia a nossa sede!

"4Ora, era preciso que atravessasse a Samaria. 5Foi assim que ele chegou a uma cidade da Samaria chamada Sicar, não longe da terra dada por Jacó a seu filho José, 6lá mesmo onde se acha a fonte de Jacó. Cansado da viagem, Jesus estava assim sentado junto à fonte. Era mais ou menos a sexta hora".

Comentando:

Jesus está voltando da Judeia, dirigindo-se para Galileia. Escolheu ir pela espinha dorsal da Terra Santa, atravessando a região montanhosa da Samaria. Em geral, os judeus preferiam fazer esta viagem pelo vale do Jordão, evitando o território samaritano, pois os samaritanos e os judeus não se davam bem.
Jesus chega Sicar, antiga cidade de Siquém, tão famosa no Antigo Testamento. Ali nosso pai Jacó habitou com suas mulheres, seus filhos e seus rebanhos.

Note o meu Leitor a cena comovente do nosso Salvador, o Senhor, sentado ao meio-dia, cansado, junto à fonte. O mistério da Encarnação deveria sempre nos comover! Como pode Aquele que é o Eterno, Infinito, pleno, ter-Se feito homem, assumindo todas as nossas humanas limitações?
Ali está Ele, cansado, ao calor do meio-dia, sentado junto à fonte de Jacó... E ali Se encontra como homem em meio aos homens, com Seu cansaço, com o marasmo do meio do dia...

- Obrigado, Senhor Jesus, pela Tua santíssima Encarnação! Obrigado porque quiseste ser um de nós, vieste viver nossa aventura!
Homem cansado, homem debaixo do mesmo calor que agora sentimos, Deus infinito feito homem descido entre os homens para erguer os homens!
Jamais Te renderemos graças o suficiente, ó Santo, ó Bendito, nosso Deus e Deus de nossos pais!



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Caro Irmão, serão aceitos comentários que não sejam ofensivos nem desrespeitosos.