domingo, 30 de março de 2014

Retiro Quaresmal - Na Piscina do Enviado, a Luz (3)

8As pessoas da vizinhança e os que antes costumavam vê-lo - pois era um mendigo - diziam: “Não é aquele que ficava sentado pedindo esmolas?” 9Uns diziam: “É ele mesmo!” Outros diziam: “Não! Deve ser alguém parecido com ele”. Mas o cego afirmava: “Sou eu mesmo”. 10Então, eles lhe disseram: “Neste caso, como é que se abriram os teus olhos?” 11Ele respondeu: “O homem a quem chamam Jesus faz lama, esfregou-a nos meus olhos e me disse: 'Vai a Siloé e lava-te'. Então eu fui, lavei-me e recuperei a vista”. 12Eles lhe disseram: “Onde está Ele?” Ele respondeu: “Não sei”.

Comentando:

Algumas observações, meu Leitor. Veja só este homem recriado pelo Senhor, que lhe soprou o Seu Espírito e fez do seu barro um vaso novo! Ele já não é um mendigo, já não é aquele sentado à margem da vida! Ele agora é iluminado, pode discernir segundo a luz do Senhor. É ele, mas ele de um modo totalmente novo, tão novo que seus conhecidos já não mais o reconhecem! É ele? Sim é ele! Mas, já não mais é ele! “Eu vivo, mas já não eu: Cristo vive em mim!” Lembra que São Paulo disse isto? Lembra que também ele ficou cego para reconhecer que era cego e voltou a enxergar tudo na luz de Cristo? “Outrora éreis trevas, mas agora sois luz no Senhor!” (Ef 5,8). O que fora cego diz: “Sou eu mesmo!” Isto: é ele, mais que nunca; ele recriado, ele verdadeiramente iluminado em Cristo!

Recorde que o Evangelista, aproveitando a cura do cego, deseja fazer uma catequese batismal. O cego fora curado na piscina do Enviado; já pode ver a luz, mas sua fé é ainda necessitada de amadurecimento, de catequese! Ele já sabe que fora curado por Jesus, mas não sabe ainda direito onde encontrá-Lo, não sabe nem direito quem é Ele: “O homem a Quem chamam Jesus...”

- Senhor Jesus, Tu és minha Luz,
Tu me iluminaste na Tua santa Piscina,
Na pia batismal, útero da Mãe católica!
Ajuda-me a conhecer-Te sempre mais,
A conhecendo-Te, amar-Te
E amando-Te, confessar-Te
Com minha boca, com minha vida, com meu coração!

Ó Tu que me iluminaste,
E me regeneraste,
E me resgataste,
E me fizeste nova criatura,
E me deste a verdadeira dignidade de filho de Deus,
Reformando em mim a imagem deformada,
A Ti a glória,
Hoje e para sempre. Amém.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Caro Irmão, serão aceitos comentários que não sejam ofensivos nem desrespeitosos.