segunda-feira, 14 de abril de 2014

Retiro Quaresmal - A Paixão segundo Mateus (1)

XLI Dia da Quaresma - XXXV de penitência

26,14Um dos doze, chamado Judas Iscariotes, foi ter com os sumos sacerdotes 15e disse: “Que me dareis se eu vos entregar Jesus?” Combinaram trinta moedas de prata. 16E daí em diante, ele procurava uma oportunidade para entregá-Lo.

Comentando:

Quem é o responsável pela morte de Jesus?
Podemos afirmar que os judeus têm responsabilidade: não creram Nele e seus chefes - sobretudo os saduceus - O entregaram à morte de modo desonesto e vergonhoso. Não há escapatória: os chefes judeus – particularmente o Sumo Sacerdote – agem em nome do inteiro povo! Jesus foi entregue à morte pelos judeus!

Mas, podemos afirmar também sem receio que os romanos foram responsáveis pela morte do Senhor: somente Pilatos, Governador romano da Judeia, poderia condenar alguém à morte. E ele condenou Jesus, em nome da autoridade romana.
Então, o pagão Pilatos e a Roma imperial, pagãos entre pagãos, foram responsáveis pela morte do Salvador. Jesus foi entregue à morte pelos romanos, os pagãos, não-judeus!

Mas, quem entregou Jesus aos chefes judeus? Onde começou tudo? Num de nós, num irmão nosso, num discípulo de Jesus: “Um dos Doze, chamado Judas Iscariotes, foi ter com os sumos sacerdotes e disse: “Que me dareis se eu vos entregar Jesus?” Tremendo: Jesus foi entregue à morte por um cristão! Um cristão entregou Jesus aos chefes judeus, que O entregaram aos pagãos romanos!

Eis, meu Leitor, que mistério: ninguém (judeus, pagãos, cristãos) está isento da morte de Nosso Senhor: Ele foi entregue por todos e por todos Se entregou livremente, deixou-Se entregar!
Os judeus, de modo geral, não creram Nele, os romanos não O conheciam, mas Judas, mas nós, nós O conhecemos, nós sabemos quem Ele é... E, no entanto, entregamo-Lo, vendemo-Lo pelo preço de um escravo!


– Senhor, tem piedade de nós!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Caro Irmão, serão aceitos comentários que não sejam ofensivos nem desrespeitosos.